header_img

terça-feira, 19 de junho de 2012

Me graduei em design e agora?

Estava eu esperando minha noiva sair da pós, zanzando por uma faculdade X (o nome não vem ao caso) e ouvi um dos alunos comentar que teria apresentação de TGI (Trabalho de Graduação Interdisciplinar) em uma das salas, ah... nada pra fazer, vamos lá ver o que a molecada está mirabolando, nossos futuros colegas de profissão, designers do amanhã!

Ao término da apresentação, o público sai da sala, para os professores julgarem e chegarem num veredicto da nota do aluno, e ao voltar e saber a nota tive uma enorme e enojada certeza de que faculdade hoje em dia é só questão de business, eu sempre ouvi as pessoas dizerem "faculdade hoje qualquer um faz", os mais afoitos "as faculdades vomitam profissionais no mercado de trabalho", entre muitos outros desabafos, mas será?

Eu presenciei um TGI em que a problemática, o conceito e o contexto apresentado não condiziam com o resultado final do trabalho, o que a pessoa propôs ela não solucionou, o que dizia ser não era, o conjunto todo da obra podia ser representado pela maquete do trabalho, nossa gente, sério... sabe aquela situação "Quê? Era pra hoje?!?" isso resume o que foi a maquete.

Eu fiquei em estado de choque quando soube a nota, para os mais aplicados podem dizer que foi ruim, mas para mim uma nota 8,0 significa que o trabalho está bom! eu não sei explicar a revolta que fiquei, saber que aqueles professores viram o mesmo projeto que eu vi, e que deram OITO! PQP não é 1, nem 2, nem 3, nem 4, nem 5, nem 6, nem 7... é 8! Oiiiiiiiito?!?

Na hora até pensei em tirar uma foto da maquete pra publicar no Face, mas respirei fundo e aquele anjinho no meu ombro dizia que apesar da indignação seria sacanagem com a pessoa que apresentou, por isso mesmo, não menciono a faculdade, nem o tema, nem horário, nem sala, nem sequer o sexo da pessoa, porque acho que não é ela a culpada, ela tá lá pra tirar a nota, se formar, acho SIM que a pessoa podia ter o senso crítico, eu falo e assumo, em 2008 eu e minha dupla desistimos do nosso TGI e optamos em ficar de DP e refazer um semestre do TGI porque tava uma porcaria.

Talvez as maiores culpadas seriam as faculdades, que vem mostrando que curso de Design qualquer uma tem, e diploma qualquer um tira, depois, nós ficamos idiotizados pensando porque todo ano se formam milhares de designers e 99% muda de área, vai fazer outra graduação, fica deprimido, fica com vergonha de olhar na cara do pai que pagou 4 anos de faculdade, que não é barata!

E eu penso nos professores, será que foi camaradagem com o orientador do aluno? E o orientador?!? Como tem coragem de levar pra banca um projeto naquele nível? Que estava claro que faltou conceituação, pesquisa, fundamentação, e o básico criatividade e DESENVOLVIMENTO do produto, eu vi trabalhos de alunos de 5º semestre da mesma faculdade, que davam de mil a zero em todos os aspectos comparado a esse que tive o desprazer de assistir. As maquetes dos alunos de 5º semestre estavam lindas em comparação com essa, é contraditório isso, como um aluno que tá no 5º faz maquete infinitamente melhor do que o que está pra se formar?

Ai a pessoa se forma, saí com esse projeto debaixo do braço pra usar de portfólio, os escritório de design dão risada, e aí? o que faz? Porra, mas foi um oito? Não é um projeto bom? En-ga-na-ção! é isso que a maioria das faculdades fazem com as pessoas, o professor tá ali vendo durante 4 anos, ou o cara leva jeito ou não leva, nunca vi um professor virar pro aluno e falar "cara tu não leva jeito, vai fazer outra coisa"

Mas na verdade, quem se engana são as próprias pessoas, que muitas vezes vem que não é aquilo, mas empurram com a barriga, vai levando, ela acha que uma graduação vai mudar a vida dela, se hoje ela não leva muito jeito, quando se formar tudo vai mudar, você vai ser um ótimo(a) designer! Hoje você não sabe desenhar bem, não domina softwares 3D, não é criativa, relaxaaaa... quando você se formar e ter um diploma na mão você vai encorporar tudo isso, é que nem maioridade, tu fez 18 anos e virou responsável não foi?

Continua aí levando sua faculdade nas coxas... nos vemos daqui a pouco no mercado de trabalho!

.