header_img

segunda-feira, 29 de março de 2010

Viver de royalties no Brasil - Seria um sonho impossível?

Desde quando decidi ir por essa carreira de designer de produto fico imaginando e sonhando um dia conquistar minha independencia financeira ganhando royalties. Para poder desenhar e desenvolver minhas idéias a hora que quiser, como quiser e do jeito que quiser.

Pra quem não sabe os royalties ou royalty é uma forma de pagamento de uma empresa para o detentor dos direitos autorais de um produto, recurso natural, marca, patente ou processo de produção, para usufruir do direitos de uso, comercialização, exploração e distribuição. Ou seja, você receberia uma porcentagem a cada produto vendido que você criou.

Algumas empresa trabalham com esse tipo de contrato aqui no Brasil, já ouvi falar em porcentagens de 3% e não falo de empresas pequenas, falo a nivel de Tok&Stok, até uns 6% em empresas direcionadas a público A, tudo depende da sua negociação com a empresa, mas acredito que das duas porcentagens podem ser consideradas o baixo e alto.

Fico sonhando em um dia viver de royalties, na verdade até acordado sonho com isso, sim! é meu objetivo profissional, fazer o que amo e ganhar por isso. Idolatro muito designers, o brasileiro Indio da Costa, adoraria ter um espremedor de laranja do Philippe Starck para colocar na minha sala, fico assustado com a estravagancia do Karim Rashid, esse que tem mais de 2500 produtos no mercado, pra diversas indústrias, não digo que ele recebe royalties por todos os projetos, mas vou dar um exemplo de uma lixerinha que ele desenhou pra Coza, essa que você encontra na Tok&Stok e outras lojas, vendeu mais de 2milhões de unidades, se supormos que ele ganhou R$1 por unidade, EU já fazia o meu pé de meia, isso porque chutamos baixo e é só uma suposição.

Será que meu sonho é tão impossivel? Porque esses caras são tão humanamente diferentes de nós, será que nasceram com algo que nós meros mortais não temos? Sei você vai me falar "Fala sério japonês, você quer ter mais produtos que o Karim?" seguida de uma longa e hilária gargalhada. Sim meu objetivo é um dia ter sim mais produtos que esses designers, acho que por isso chamo de objetivo profissional, é pra onde eu acordo todo dia, olho e desejo estar, lá em cima. Não me interpretem como ganancioso, arrogante ou pretencioso, mas é meu sonho, e não acho impossivel, pra quem já viu o video da história do Steve Jobs, é inspirador, será que tudo não é uma questão de parar de desejar e ir atrás? acreditar no seu trabalho e insistir em mostrar pro mundo que seu trabalho é bom?

Acordo todo dia com um objetivo secundário novo, como assim? exemplo, acordei hoje e pensei bom pra chegar onde eu quero eu preciso de contatos, então entro no Google vou procurar uns contatos de indústrias, quando achar o suficiente vou atrás de outras coisas. Tento matar um leão por dia, sempre visando meu objetivo principal, mas construindo a cada dia POSSIBILIDADES para isso poder acontecer. Cansei de esperar as coisas acontecerem, eu ficar vivendo minha vida sonhando e esperando, se eu não tentar ou criar possibilidades para coisas diferentes acontecerem em minha vida o que pode acontecer? Eu vou ganhar na megasena sem nunca apostar? Acho que não, decidi ir atrás, vamos ver no que dá.

Só pra deixar bem claro, meu objetivo profissional é, um dia, ser um designer de produto reconhecido, famoso, independente de lugares físicos, hã? sim quero poder desenhar sentado na areia da praia, desenvolver e fechar contratos de royalties, vários produtos, para um dia poder me dar esse luxo de não precisar de escritórios, não sei, percebi que muitas das minhas idéias e criações, as melhores, não acontecem aqui no escritório, tenho idéias no carro voltando pra casa, dormindo (sim eu acordo no meio da madrugada para anotar idéias), jogando videogame, no banheiro. Dizem, se não me engano Baxter, que as vezes pra solucionar o problema voce deve esquecê-lo, relaxar sua idéias. Acho que espaços fisicos não combinam com nossa profissão, coisas formais não combinam com criação, a criatividade é uma coisa solta, você não escolhe a hora de tê-la nem onde, acho que se você tem um escritório é bom ter um horário de trabalho e local porque muitas pessoas não tem essa disciplina, confundem trabalhar em liberdade com ver TV o dia todo. Acredito que não teria esse problema porque já tornei do design minha paixão, ao mesmo tempo que jogo meu PS3, tenho idéias, e ando sempre com meu bloquinho e caneta no bolso.

Não sei se vai dar tudo certo, se vou conseguir, se não vou virar hippie no meio do caminho, mas prefiro chegar daqui uns 10 anos e escrever pra vocês que tentei e não deu certo do que continuar vivendo fazendo todo dia a mesma coisa, rotina, sonhando com uma vida diferente.

Meu erros e acertos, contarei a vocês!

.