header_img

terça-feira, 27 de novembro de 2012

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Sorteio do livro Um Novo Olhar Sobre o Design Brasileiro


A Objeto Brasil vai dar de presente um exemplar do novíssimo livro “Um Novo Olhar Sobre o Design Brasileiro”!

Para participar do sorteio, basta curtir a Objeto Brasil no Facebook, compartilhar esta imagem em seu mural e acessar a aba PROMOÇÕES em nossa fan page. Participe e concorra!




Lançado em setembro deste ano para enriquecer ainda mais a literatura sobre design em nosso país, o livro Um Novo Olhar Sobre o Design Brasileiro traz reflexões e imagens que abordam o cenário atual deste segmento no Brasil. Sob a perspectiva de que o design produzido aqui é fruto da mistura de culturas que é tão característica do país, o livro analisa a linguagem arrojada e livre do design brasileiro, fator que o torna extremamente relevante no cenário mundial deste mercado tão competitivo.
Um Novo Olhar Sobre o Design Brasileiro reúne artigos de autoria de grandes nomes da área no estudo e desenvolvimento do design da atualidade em nosso país, numa nova rodada de debates que vem contribuir para a formação e atualização tanto de profissionais quanto de estudiosos do design no Brasil.
Com 336 páginas, o livro mostra uma grande riqueza iconográfica, resultado de uma larga pesquisa de imagens e traz os seguintes capítulos: O Design e a Economia Criativa; Cultura do Design; Design e Sustentabilidade; Design como Política; Design da Cidade, Design para a Cidade; Formação em Design e Mercados Criativos.

domingo, 14 de outubro de 2012

Portal de pesquisa de Design em Inglês

O excelente portal de design DECE em espanhol e português tem agora uma versão em inglês. 

Visite o site de pesquisa em design em inglês:

Design Research Portal

Você e´bem-vindo para colaborar com artigos e sites, se gostar, por favor, compartilhe!


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Festival Brasileiro de Publicidade - Búzios 2012

Inscreva-se no Festival Brasileiro de Publicidade.

É uma ótima oportunidade de ser reconhecido por seus melhores trabalhos.

Informações e inscrições em: http://www.festivalabp.com.br

 
 

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Inscrições abertas para Design Working Outubro!



www.designworking.wordpress.com

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Chegando no pedaço para falar

Olá pessoal, à convite do Daniel tenho o prazer de juntar-me à esse valoroso time de contribuidores deste blog.
 
Para os que não me conhecem, mantenho o blog Design: Ações e Críticas (www.paulooliveira.wordpress.com) e sou co-fundador e mantenedor do Portal DesignBR (www.designbr.ning.com).
 
Como ando com minha agenda bastante complicada vou aproveitar a idéia que o Daniel me deu e fazer por algum tempo uma reciclagem de posts antigos de meu blog e que merecem destaque.
 
Por falar em reciclagem de posts, é interessante notar como os leitores geralmente não vasculham os blogs e sites à procura de informações. Geralmente ficam apenas na primeira página onde aparecem os posts mais recentes. Assim, esta reciclagem é sim válida!
 
A leitura de um blog não deve nunca basear-se apenas em um post específico. Como todo autor, os blogueiros tem uma fundamentação teórica, princípios, ética e pontos de vista e, para entendê-los, faz-se necessário conhecer a sua obra. Tirar conclusões apenas por um post pode ser um tiro no próprio pé.
 
O Daniel me avisou que os posts mais comentados (e agitados) são os polêmicos e, sou conhecido por causa disso: não tenho o rabo preso com ninguém e se vejo, percebo ou sinto cheiro de algo errado, vou atras de informações, pesquiso muito e desço a lenha mesmo denunciando erros, abusos e outros problemas em minhas áreas de atuação profissional como, por exemplo, o desserviço que a ABD (Associação Brasileira de DECORADORES) fez aos Designers de Interiores/Ambientes ao sair do grupo que trabalhou na elaboração da minuta do PL de regulamentação do Design alegando que eles tem um projeto próprio. No entanto, essa saída não considerou a vontade dos verdadeiros profissionais de Ambientes/Interiores e sim, apenas o ego da diretoria.
 
Nos últimos meses, por causa de minha coluna na revista Lume Arquitetura, surgiu um levante contra outra associação, a AsBAI (Associação Brasileira dos Arquitetos de Iluminação) que estão tentando forçar - vias tácitas e espúrias - o mercado de iluminação apenas para arquitetos.
 
Portanto, se está errado, se é prejudicial, se é ilegal e se tentam burlar nossos direitos, só me resta denunciar e incitar essa classe tão desunida e "umbiguista" a defender um pouco o Design.
 
Abraços iluminados!!!



terça-feira, 4 de setembro de 2012

IV Conferência Internacional MOB Design - Edição Belo Horizonte

A Conferência Internacional MOB Design ocorrerá pela primeira vez em Belo Horizonte - MG.
As inscrições para o evento estão abertas e são gratuitas, através do site http://mobdesign2012.wordpress.com

As vagas são limitadas, não perca!



terça-feira, 21 de agosto de 2012

Pesquisa sobre a profissão do Designer de Produtos

A ADP - Associação dos Designers de Produtos participará até dia 01/09/2012 de uma pesquisa científica do Laboratório Quantum, sem ônus, voltada para obtenção de dados vocacionais: Tendência, Vocacional e Talento (TVT).

Para os designers que participarem, a ADP garante o envio gratuito de um relatório contendo seu perfil comportamental considerado pelo Método Quantum para o e-mail que for cadastrado. A pesquisa é de fácil e rápido preenchimento!!!

Participe e saiba mais sobre você: www.metodoquantum.com.br/adp

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Inscrições abertas para o MOB Design 2012!!!

Inscrições pelo site: www.mobdesign2012.wordpress.com 

Organizando os objetos do dia a dia (2)


Continuando com a proposta de apresentar soluções eficazes para organizar os objetos de nossas casas, a Intervento Design projetou para a Masutti Copat uma série de produtos para essa necessidade. Apresentados na Fomóbile, que aconteceu em São Paulo no período de 24 a 27 de julho, o organizador que carinhosamente chamamos de “Bolsão” foi um sucesso.
Um modelo refinado, delicado e que complementa, esteticamente falando, as decorações mais requintadas. As peças combinam a nobreza do couro com a polidez das superfícies metálicas cromadas, dando um ar de nobreza ao ambiente onde é inserido.O bolsão fica perfeito ao lado de estofados, lareiras e camas. Objetos como mantas, revistas e lenhas. Para as regiões mais frias, as lenhas ficam elegantemente armazenadas combinando com o aconchego e sofisticação das lareiras.
Para saber mais sobre os produtos acesse: www.interventodesign.com.br

Organizando os objetos do dia a dia

 
Uma dificuldade em organização em casa são as bolsas femininas. As mulheres de hoje possuem uma grande quantidade de bolsas, o que se torna uma tarefa difícil mantê-las organizadas. Para essa situação a Intervento Design, apresentou uma proposta de artefato que possa ser usado em móveis, pendurando nos varões de cabide ou fixando nas laterais internas ou externas dos móveis ou ainda na própria parede ou atrás de portas.
Para saber mais sobre os produtos acesse: www.interventodesign.com.br

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Galeria dos Inventores Brasileiros

Gostaria de compartilhar o seguinte site "Galeria de Inventores Brasileiros". 

Sempre existe a referência de inventores americanos, e o poder econômico e cultural dos Estados Unidos impõe ao mundo que as principais invenções são forçosamente americanas, o que muitas vezes não é verdade, como no caso do inventor brasileiro do radio, Padre Roberto Landell de Moura.

Prestigie e compartilhe a Galeria dos Inventores Brasileiros.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

MOB Design 2012 IV Conferência Internacional


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Organizando dormitórios de forma simples e eficaz





A quantidade de objetos que dispomos hoje para viver nos põe em face de desespero quando precisamos organizá-los. Muitas soluções hoje já são encontradas para tal, mas há áreas da casa um pouco desassistidas sob o ponte de vista de produtos eficazes.
Com o propósito inovativo e de diferenciação no mercado de soluções em organização para a casa, a Intervento Design projeta para a Masutti Copat uma nova linha de acessórios para dormitórios, lançados na Formóbilie 2012. Esta linha dispõe de uma gama de itens que visam simplificar a organização dos nossos objetos do dia a dia.
A pesquisa se volta a essencialidade das formas e das funções dos móveis. Estilo, elegância, diferenciação, nobreza, identidade única e envolvente. O refinamento dos modelos apresentados coloca em evidência o projeto pensando para um público de gosto contemporâneo, minimalista e ao mesmo tempo despojado.
Resultante de pesquisa, projeto e muita elaboração, o conceito caracteriza uma inspiração nas necessidades reais das pessoas, e para tanto foram explorados universos ainda pouco assistidos do ponto de vista industrial, introduzindo soluções para dormitórios com novos materiais e acabamentos para assegurar um ar mais aconchegante e quente a estes ambientes.
Detalhes de estilo contemporâneo, revisitado por novas propostas de materiais e acabamentos como o tecido e as cores quentes, para uma tendência da necessidade de aconchego em casa, apresenta-se a prateleira multiuso totalmente construída em tecido e estrutura em metal com acabamento marrom, fazendo analogia às roupas e aos tons da madeira. 
Propondo uma organização delicada e bem distribuída às caixas construídas em tecido podem organizam roupas íntimas, meias, cintos, gravatas, joias, perfumes, toalhas menores e o que mais a criatividade de cada um imaginar. Por serem de tecido também podem ser removidas para a lavagem.
veja mais em: www.interventodesign.blogspot.com

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Lançamento do livro: Um Olhar Sobre o Design Brasileiro


Olá! 
Convido a todos para o lançamento do livro "Um Olhar sobre o Design Brasileiro", de Joice Joppert Leal, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

O evento terá uma mesa de debates com Luiz Claudio Rodrigues, Carlos Eduardo Scheliga e Joice Joppert Leal.

Dia: 11 de agosto de 2012, sábado
Hora: 11h00
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi, Avenida Olavo Fontoura, 1.209 - Santana, Estande 80 - Rua E


4ª Semana de Design Mauá

Olá! Convido todos vocês para a 4ª Semana de Design Mauá.Evento gratuito e aberto ao público.
Mais informações e inscrições no site http://www.maua.br/email-mkt/semana-de-design
Espero vcs lá!
-----------------
Claudia Facca
Coordenadora do Curso de Design de Produto
Instituto Mauá de Tecnologia




quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Objetos de(o) luxo




Objetos de(o) luxo
Uma vida de luxo implica uma vida sem trabalho físico. Mas um objeto de luxo não é necessariamente um objeto que não dê trabalho. Não é só na fabricação que se pode exigir esforço, mas também na manutenção. Polir prata, latão e cobre, conservar couro e esfregar pedra já foram o centro da vida doméstica.
O luxo, em parte, é criado pelo uso de materiais que lhe são associados. O precioso e o raro em geral são os mais procurados. Mas parecer caro simplesmente não basta. É preciso sinalizar valor e ambição da maneira correta. Com certos tipos de objetos, é preciso saber um pouco sobre eles para entender como são preciosos. Para certos objetos, o conceito de luxo é usado para criar a aura antes propiciada pela arte.
Os sinais visuais e táteis do luxo são intimamente associados a valor. São os gatilhos que nos fazem acreditar que um objeto vale mais que outro com as mesmas características funcionais. O luxo pode ser sinalizado por deixas audíveis: o ruído do motor de um carro, ou de uma porta sólida se fechando, ou o clique de uma fechadura sendo trancada. Ou a mensagem pode ser transmitida por sinais que sugiram desempenho. Por mais que tentamos, não podemos deixar de interpretar uma grade de ventilação próxima ao capô bem-talhado de um carro senão como algo que se lhe agregasse valor.
Já se considerou que o valor de um objeto tinha relação direta com a quantidade de coisas que pudesse fazer. A profusão de mostradores e marcadores em equipamentos eletrônicos de certa época refletia a necessidade de informar os proprietários do quanto sua máquina era capaz, mesmo se a informação transmitida por todos aqueles ponteiros dançantes maravilhosamente precisos não tivesse muita relevância prática para o proprietário.
Atualmente, luxo, cada vez mais, são os detalhes que convencem os consumidores a gastar dinheiro. Mas outra definição de luxo – mais próxima do sentido original – talvez se mostre mais e mais pertinente. Por essa definição, o luxo é a maneira de propiciar um alívio da implacável maré de bens que ameaça nos afogar.

Juliana Desconsi | Designer | Intervento Design | (54) 3052.0950 juliana@interventodesign.com.br |www.interventodesign.com.br

Fontes de Pesquisa em Design Thinking

Design Thinking
                                         

Atualizo as fontes de pesquisa do meu portal em português DECE: (2016)

Fontes de pesquisa em Design Brasileiro

Para material em inglês somente, visite o meu portal em inglês DRP:

Design Research Portal 
Veja a page de Design Thinking

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Boom SP Design em Agosto!

Saiba mais em: boomspdesign.com.br

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Veja o vídeo promocional da Design Weekend

Design Weekend - 23 a 26 de agosto de 2012



Saiba mais em: http://www.designweekend.com.br/

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Inscrições abertas para Design Working Agosto: Design Social


Faça sua inscrição: www.designworking.wordpress.com/inscricoes

segunda-feira, 23 de julho de 2012

O Design da Bossa Nova

Dica de palestra interessante e gratuita sobre a relação entre o design e a Bossa Nova:












Mais informações e inscrições em:

http://atec.com.br/blog/atec-cultural/atec-cultural-palestra-de-julho-o-design-da-bossa-nova


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Entrevista com Sérgio Rodrigues pelo projeto Produção Cultural no Brasil

O designer de móveis Sérgio Rodrigues foi entrevistado em 27 de maio de 2010 pelo projeto Produção Cultural no Brasil. O vídeo, gravado e editado pelo Coletivo Multimídia Garapa, integra uma coleção de 100 entrevistas com gestores, artistas e realizadores culturais de diversas regiões do Brasil. O projeto é ponto de partida para o início de um processo permanente de discussão e reflexão sobre o que é, quem faz e como se produz cultura brasileira.

domingo, 24 de junho de 2012

"Quem diz 'vou fazer design' deveria ser considerado herói"


Comunicamos a chegada de uma nova edição da Revista Ciano, publicação colaborativa de design, distribuída gratuitamente neste link:


São destaques desta edição:
  • Entrevista com Prof. Eddy sobre a “publicização” do designer brasileiro;
  • Crítica de Gustavo Cossio sobre a exposição de design;
  • Matéria sobre a Regulamentação da Profissão de Designer, por Ernesto Harsi – Diretor de Relações Institucionais da ADP;
  • Eduardo Camillo comenta sobre o projeto vencedor do tradicional Concurso do Cartaz do 26o. Prêmio de Design do Museu da Casa Brasileira;
  • Ainda, teremos as colunas sobre Filosofia do Design de Beccari, Colebrusco e muito mais…

Esperamos que possam apreciar este conteúdo e, caso realmente gostem, também possam nos ajudar a divulgar a revista entre os amigos designers!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Entrevista com Karim Rashid no DaquiDali

Entrevista com Karim Rashid no DaquiDali

terça-feira, 19 de junho de 2012

Me graduei em design e agora?

Estava eu esperando minha noiva sair da pós, zanzando por uma faculdade X (o nome não vem ao caso) e ouvi um dos alunos comentar que teria apresentação de TGI (Trabalho de Graduação Interdisciplinar) em uma das salas, ah... nada pra fazer, vamos lá ver o que a molecada está mirabolando, nossos futuros colegas de profissão, designers do amanhã!

Ao término da apresentação, o público sai da sala, para os professores julgarem e chegarem num veredicto da nota do aluno, e ao voltar e saber a nota tive uma enorme e enojada certeza de que faculdade hoje em dia é só questão de business, eu sempre ouvi as pessoas dizerem "faculdade hoje qualquer um faz", os mais afoitos "as faculdades vomitam profissionais no mercado de trabalho", entre muitos outros desabafos, mas será?

Eu presenciei um TGI em que a problemática, o conceito e o contexto apresentado não condiziam com o resultado final do trabalho, o que a pessoa propôs ela não solucionou, o que dizia ser não era, o conjunto todo da obra podia ser representado pela maquete do trabalho, nossa gente, sério... sabe aquela situação "Quê? Era pra hoje?!?" isso resume o que foi a maquete.

Eu fiquei em estado de choque quando soube a nota, para os mais aplicados podem dizer que foi ruim, mas para mim uma nota 8,0 significa que o trabalho está bom! eu não sei explicar a revolta que fiquei, saber que aqueles professores viram o mesmo projeto que eu vi, e que deram OITO! PQP não é 1, nem 2, nem 3, nem 4, nem 5, nem 6, nem 7... é 8! Oiiiiiiiito?!?

Na hora até pensei em tirar uma foto da maquete pra publicar no Face, mas respirei fundo e aquele anjinho no meu ombro dizia que apesar da indignação seria sacanagem com a pessoa que apresentou, por isso mesmo, não menciono a faculdade, nem o tema, nem horário, nem sala, nem sequer o sexo da pessoa, porque acho que não é ela a culpada, ela tá lá pra tirar a nota, se formar, acho SIM que a pessoa podia ter o senso crítico, eu falo e assumo, em 2008 eu e minha dupla desistimos do nosso TGI e optamos em ficar de DP e refazer um semestre do TGI porque tava uma porcaria.

Talvez as maiores culpadas seriam as faculdades, que vem mostrando que curso de Design qualquer uma tem, e diploma qualquer um tira, depois, nós ficamos idiotizados pensando porque todo ano se formam milhares de designers e 99% muda de área, vai fazer outra graduação, fica deprimido, fica com vergonha de olhar na cara do pai que pagou 4 anos de faculdade, que não é barata!

E eu penso nos professores, será que foi camaradagem com o orientador do aluno? E o orientador?!? Como tem coragem de levar pra banca um projeto naquele nível? Que estava claro que faltou conceituação, pesquisa, fundamentação, e o básico criatividade e DESENVOLVIMENTO do produto, eu vi trabalhos de alunos de 5º semestre da mesma faculdade, que davam de mil a zero em todos os aspectos comparado a esse que tive o desprazer de assistir. As maquetes dos alunos de 5º semestre estavam lindas em comparação com essa, é contraditório isso, como um aluno que tá no 5º faz maquete infinitamente melhor do que o que está pra se formar?

Ai a pessoa se forma, saí com esse projeto debaixo do braço pra usar de portfólio, os escritório de design dão risada, e aí? o que faz? Porra, mas foi um oito? Não é um projeto bom? En-ga-na-ção! é isso que a maioria das faculdades fazem com as pessoas, o professor tá ali vendo durante 4 anos, ou o cara leva jeito ou não leva, nunca vi um professor virar pro aluno e falar "cara tu não leva jeito, vai fazer outra coisa"

Mas na verdade, quem se engana são as próprias pessoas, que muitas vezes vem que não é aquilo, mas empurram com a barriga, vai levando, ela acha que uma graduação vai mudar a vida dela, se hoje ela não leva muito jeito, quando se formar tudo vai mudar, você vai ser um ótimo(a) designer! Hoje você não sabe desenhar bem, não domina softwares 3D, não é criativa, relaxaaaa... quando você se formar e ter um diploma na mão você vai encorporar tudo isso, é que nem maioridade, tu fez 18 anos e virou responsável não foi?

Continua aí levando sua faculdade nas coxas... nos vemos daqui a pouco no mercado de trabalho!

terça-feira, 5 de junho de 2012

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Design Suffering - A vida sofrida de um designer de produtos


Em bate-papos com meus colegas da faculdade, sobre o que estão fazendo da vida, sobre design, entre cervejas e risadas, percebo que as opiniões sobre a área de design se dividem, entre sonhos e frustrações.

Muitos que se formaram em design de produtos comigo, ou mudaram de área, ou estão buscando outra graduação, ou estão tentando abrir o próprio escritório de design (porque não conseguiram vagas em outro), enfim, são poucos que trabalham na área e se sentem designers.

Mas uma unanimidade entre opiniões é que para ser designer de produtos, daqueles que desenham de tudo, de isqueiro, móveis, luminárias, guarda chuva, à barcos e automóveis, o caminho a percorrer é longo, arduo, e muitas vezes parece impossível de ser alcançado. Pois não parecem existir mapas para essa jornada.

No mercado de trabalho encontramos indústrias que acham que desenhista industrial é um projetista cadista, poucas vagas em escritório de design de produtos disponíveis, falta de uma regulamentação para que todos os designers que trabalham por conta exerçam seu trabalho com ética e profissionalismo, entre outros fatores que atrapalham a vida de um designer de produtos.

É compreensível que diante desse cenário, muitos de meus colegas tenham desistido ou dado rumos diferentes as suas vidas, afinal as pessoas se casam, tem filhos, tem contas a pagar, e nem todo mundo tem disposição ou disponibilidade para se aventurar num mercado tão desanimador.

Aos que persistem e continuam tentando ser designer, ficam os rótulos de "sonhador, aventureiro, corajoso, louco..." e muitos deles se identificam mesmo com algum desses adjetivos, porque não é fácil ir e PERSISTIR atrás de um sonho, "vivendo de coxinha" como diz o Barão da Nó, quando tudo te diz que não vai conseguir, quando você olha pra trás e pensa por um segundo "podia ter ficado naquela empresa, com salário bom, condições boas..." sendo que o único "sacrifício" seria trabalhar com aquilo que não era bem o que você sonhava em fazer.

Eu mesmo me pego pensando, como estaria minha vida se tivesse continuado trabalhando em uma das indústrias que passei, talvez hoje seria um gerente projetos, com a vida mais estável, mas tenho certeza que estaria fazendo a mesma coisa, pensando "como seria minha vida se tivesse tentado?" E me conhecendo sei que estaria bem inquieto, eu tenho uma séria inabilidade em fazer coisas que não gosto de fazer.

Acredito que um certo dia, tive um mix de coragem (ou loucura) + sorte + determinação. 

Coragem, ou loucura, tive ao largar todas as indústrias que trabalhei, com planos de carreira e tudo mais, para me aventurar e conseguir trabalhar em um escritório de design. Sorte, porque são poucos escritórios disponíveis e Determinação, porque só Deus sabe quantos currículos e portfolios enviei na esperança de uma oportunidade.

Fazem quase 6 meses que decidi sair do escritório de design onde trabalhava para abrir meu próprio escritório, taí a loucur... digo coragem novamente, e digo pra vocês que não está sendo nada fácil, minha vida virou de cabeça para baixo, por falta de estabilidade, ter que ficar indo atrás de clientes, ficar tomando "chapéu" de clientes, passei a ter preocupações administrativas, financeiras, ou seja, passei a atuar em muitas áreas que a maioria dos designers odeiam.

Mas por outro lado tem sido uma experiência muito apaixonante, ver um trabalho seu lançado no mercado, ver as pessoas olharem pro seu produto e abrir aquele sorriso e dizer "que idéia legal", sim já fiquei um tempo olhando a reação das pessoas ao se deparem com meus produtos. Ter produtos lançados com seu nome e devidamente creditados a ele, esse tem sido meu combustível para continuar nessa busca.

A verdade é que é preciso mais do que talento e criatividade para ser designer de produtos nesse nosso Brasil, é preciso ter paixão pelo design e pela profissão, amar o que você faz e muito, ter muita determinação, foco, muita coragem, um pouco (ou muita) sorte, ser oportunista, correr atrás, saber esperar, entre muitos fatores.

Eu posso dizer que vida de designer não é fácil, principalmente para aqueles que estão começando, criei o termo Design Suffering em tom de brincadeira e em homenagem a outros que como eu estão aí sofrendo pra conseguir ser designer de produtos, mas que a cada dia tentando, tem cada vez mais certeza que está no caminho certo.

A todos que estão nessa vida e também estão iniciando suas carreiras como designers de produtos e concordem comigo que sofremos, em questão de dificuldades da profissão em geral, mas acima de tudo amamos o que fazemos, sejam adeptos do Design Suffering, ralem bastante mas persistam e lancem seus produtos ou ideias, passem a filosofia a diante.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Pós em Design de Embalagens

Clique na imagem para ampliar

Pessoal, para aqueles que procuram um pós e gostem de embalagens, fiquei sabendo que tem o curso de Design e Inovação em Sistemas de Embalagens no Mackenzie.

http://www.mackenzie.br/design_embalagem.html

terça-feira, 15 de maio de 2012

Entrevistas com designers no programa Nos Trinques


Encontrei uma série de entrevistas no Programa Nos trinques - Gn
 
Guto Requena entrevista Piero Lissoni (16/06/2011)

Entrevista especial com o maior designer italiano em atividade, Piero Lissoni, em visita ao Brasil.



O designer Guto Índio da Costa esclarece mais sobre seu trabalho (09/06/2011)

O designer industrial desenvolve objetos, eletrodomésticos e também o projeto de ônibus-motocicleta elevado.


Objetos convencionais repaginados viram coleção de design (02/06/2011)

O arquiteto Márcio Kogan fala sobre projetos de design de interiores e de mobiliários elaborados pelo estúdio MK27.


Design pode ajudar na educação das crianças (05/05/2011)

Guto visita a casa de Houssein Jarouche, um empresário, designer e colecionador que fala da importância do design para crianças.


Luminária é feita apenas com lâmpadas e cabos (28/04/2011)

Guto Requena desafia o designer Gerson de Oliveira a criar uma luminária conceitual usando objetos comprados em lojas de artigos elétricos.


Marcelo Rosenbaum abre as portas de seu ateliê (24/03/2011)

O designer conta um pouco de sua infância e de sua relação com o design.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

EncontroADG: Debate sobre a regulamentação da profissão de designer

Encontro ADG realizado na Faap. Video na integra do debate sobre a regulamentação da profissão do designer.

 

OBS.: O aúdio está perfeito, tem uns primeiros minutos de silêncio até entrar todos os palestrantes, mas o vídeo está sensacional e bem esclarecedor para aqueles que querem entender melhor o que está acontecendo com a regulamentação da nossa profissão.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Cariocas no Salão Design


clique na imagem e acesse o site do evento
ou
www.clarkartcenter.com.br

terça-feira, 24 de abril de 2012

Design Working- Maio 2012


terça-feira, 3 de abril de 2012

Cadeira Compas, autêntico 'desenho industrial'

É sempre bom lembrar que (ao contrário do que muita gente pensa) não foram os italianos que inventaram o Design.  O design italiano é o que é hoje graças à revolução industrial que começou na Inglaterra, à escola Nórdica* e a outros fatores econômicos e sociais já abordados neste blog.


Também vale lembrar que nestes tempos de valorização do design-artsy (artístico), que inunda o mundo com peças únicas e sem propósito, milhões de profissionais ao redor do mundo ainda trabalham para criar produtos bonitos, inteligentes e industrializados.

Um caso recente que merece destaque é o trabalho do francês Patrick Norguet, enfatizado no texto de abertura de uma importante exposição em Paris, pelo também designer e curador Cedric Morisset:  

"Na tradição de Roger Talo, dos Castiglioni e mais recentemente de Alberto Meda, Patrick Norguet quer ser visto como um desenhista industrial. Radical em busca do esboço, da sensibilidade poética dos produtos e da atenção meticulosa aos detalhes. Em sua oficina nenhuma teoria da prática do design, nenhum indício de confronto com as regras do bom gosto, livre do arquétipo gratuito ou de uma nova tipologia sem fundamento, não busca pelo menos, pelo excesso ou por qualquer outra coisa por princípio. Além de encontrar a linha certa e a elegância plástica, Norguet gosta de fábricas, oficinas, materiais e artesãos que implementá-las, decifra as técnicas, processos e tem uma paixão pela inovação. Seu gosto pela beleza da peça mecânica, da montagem e funcionalidade, bem como sua rejeição do ornamento com raras exceções, por vezes, deixar de pensar que ele associou-se com os preceitos estabelecidos há cem anos por Adolf Loos. Seus genes são portanto bastante nórdicos e seu temperamento bastante francês. Com seu senso de cor, a sua contenção formal, sua elegante simplicidade desprovida de caráter e sua constante busca de conforto, seu trabalho está em relação direta com os cânones do design nórdico".

A mais recente criação de Norguet é a Cadeira Compas - uma homenagem ao mobiliário contemporâneo concebido a partir dos anos 1940 no princípio da fluidez e conforto. Aqui o designer tira o máximo das possibilidades técnicas atuais para limpar as linhas e obter uma cadeira que é ao mesmo tempo acolhedora e empilhável, para ser utilizada dentro e fora da casa. O assento e o encosto são de polipropileno e pés em alumínio fundido, revestida em epoxi.


Isto sim é design - o bom e velho desenho industrial !





.