header_img

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Liberdade de criação x Limitação de produção

Quem aqui já teve a idéia de um produto começou a desenhar, logo aquelas perguntas vieram a cabeça "como será produzido?", "que material vai ser?" e tira isso, muda aquilo e no final não sai nada de como você estava imaginando.

Em nosso trabalho de graduação tivemos esse problema, desenhamos acessórios para ônibus, não... não conseguimos nos formar de primeira, ficamos quase um ano tentando ter idéias, desenhando, redesenhando e nada, ficamos tão bitolados em formas de fabricação e toda a parte de resistência que nada que desenhassemos nos agradava, tudo ficava com cara de "engenharia" e queriamos formas alegres, afinal o busão já é um ambiente chato de estar. Até que um dia sentamos, eu e minha colega Flávia Loumy Kawasaki, e decidimos desencanar da forma produtiva em primeira fase e ver isso depois. Bingo! Em um dia tivemos idéias que nos agradaram que em 1 ano não tivemos e depois com a ajuda do profº Miltão do Mackenzie definimos toda a parte de fabricação.

Eu sou um dos designers que questiono tudo que desenho e que vejo, como vai ser produzido, que material, mas isso monta como, quanto vai custar, porque você está bravo comigo? questiono demais... sou chato.

Meus primeiros dias no escritório de criação foram tenebrosos, pela primeira vez como profissional tive medo, frio na barriga e tudo mais, me perguntava "e agora cara? agora é o que você queria de verdade, pra isso que você estudou, vai amarelar?" de cara soltei a mão e fui desenhando, mas confesso que minha criação era limitada, tudo que desenhava eu questionava.Meu chefe ficou dias dizendo SOLTA a criatividade, até eu começar a entender.

Hoje penso que se o designer não souber trabalhar bem as fases do projeto e separá-las bem acaba enfrentando um bloqueio mental, eu acho que criação não combina com limites técnicos, as vezes deixá-los de lado num primeiro momento da criação seja bom para ter idéias inovadoras, se você limita muito sua criatividade você se torna "antipático" a sua criatividade, é isso ae! Imaginem sua criatividade te dizendo "tive uma idéia!" e você com aquela cara de nádegas dizendo "Não vai dar certo".

Eu ainda não consigo esquecer do processo produtivo quando estou desenhando, mas tento não limitar minhas idéias. É dificil, muitoooo dificil, mas acho que um bom design é a busca de um EQUILÍBRIO entre diversos fatores, seja criatividade + produtividade + vendas + funcionalidade. Acho que se você fizer algo somente pensando em criatividade acaba fazendo algo muito conceitual, que muitas vezes não dá pra produzir ou fica desinteressante para as indústrias e se fazer algo somente pensando em produção corre o risco de não ficar feliz com o resultado. O equilíbrio, acho que é o segredo de um produto bacana.

Bom já que são raras as empresas brasileiras que designers trabalham junto dos engenheiros, com vendas e produção todos em prol do desenvolvimento de um bom produto, acho que é nosso papel pensar em todos esses fatores que envolvem o desenvolvimento, mas sem esquecermos do que somos e fazemos, que é aplicar design no mundo. Acho que quando falta algum desses fatores é quando nosso produto não vende, ou ninguem quer fabricar, acho que o equilíbrio deve ser a busca de todo designer, será?

.