header_img

quarta-feira, 31 de março de 2010

Deviamos seguir os coreanos

Quando me falaram sobre desenho industrial, me lembro que acho que estava lendo aquela revista Guia do Vestibulando, lá dizia o que a profissão faz, rumos que poderia seguir e que o mercado estava crescendo.

O que encontramos são industrias que mal sabem o que nós fazemos ou escritórios e designers se aventurando tentando fazer design nos modelos que vemos lá fora, alguns dando certo outros desistindo de vez de design.

Mercado de design crescendo... Mal imaginava que esse crescimento depende de mim, sim depende de cada designer que está entrando no mercado, Ah mas o "Brasil tá cagando pro design", "nada se cria tudo se copia", e blá blá blá. É, muitas empresas do mercado pensam assim "Copia que se forem dar busca e apreensão eles notificam antes e a gente tira tudo da fabrica" é desanimador não? Mas as empresas não vão mudar seu pensamento da noite pro dia... e o que eu faço? Sento e corto os pulsos, sigo minha vida em guerra com esse país ou tento convencer o máximo de pessoas que moramos na #@%*!

Na palestra que vi da Objeto Brasil (Junior quero meus royalties!), estava um coreano contando como Seoul se tornou um centro de Design, fora os milhões que o governo Coreano investiu no projeto, o que me chamou a atenção foi quando questionaram como eles começaram esse tão grande feito. Eles começaram de cima para baixo, ensinando os lideres governamentais, grandes empresas e formadores de opinião o que era design e o porque era importante para o mundo, e depois pequenas empresas e até crianças insentivando a criatividade da criançada.

Se as empresas aqui no Brasil não entendem, não é o caso de ensinarmos elas? Sei lá, bolarmos um e-mail informativo ou newsletter explicando a importância do design para as empresas? tentarmos dar palestras em escola para explicar aos jovens a profissão, para os que querem seguir e os que forem pra outras áreas tambem entenderem, afinal dali pode sair um futuro empresário, tentarmos dar palestras em feiras de fabricantes, enfim fazer alguma coisa, afinal o interesse é todo nosso.

Comentei com alguns, mas o objetivo qndo pensei nesse blog, além de discutir opiniões sobre nossa área, era de mudar as coisas, sim galera eu quero mudar o mundo, a começar por nós mesmos, não quero só ficar aqui reclamando de como as coisas estão erradas, de como é bem melhor lá fora, quero mudar porque eu não to feliz, vendo vários amigos e colegas desistindo, se lá fora é diferente se Seoul conseguiu porque não dá aqui? porque é o Brasil? Seoul mudou, "ah mas aqui o governo não apoia", será que não? será que se não conseguirmos agitar as coisas, incomodar, aparecer, de repente não rola?

Se não criarmos POSSIBILIDADES aí que nada muda mesmo.

.